10 Perguntas para Considerar neste Início de Ano

À medida que um novo ano se inicia, mais uma vez a chance de aproveitar as oportunidades e enfrentar os desafios da vida se colocam a nossa frente. Novas aspirações. Novas esperanças. Novas resoluções. Novos objetivos. Novos sonhos. Perder algum peso no próximo ano? Talvez correr uma maratona, ou mesmo começar a correr? Ler mais a sua Bíblia? Buscar um novo hobby? Passar mais tempo com seus filhos?

Considere as seguintes 10 perguntas neste seu início de ano…

  1. Como seu relacionamento com Cristo pode crescer mais? Talvez você esteja lutando em sua fé ou passando por um deserto espiritual, ou faz pouco tempo que você se tornou um cristão. Independentemente de qual descrição cabe melhor a você, a questão mais importante que você enfrenta é se você está crescendo em seu relacionamento com Cristo. O que seria necessário para conhecer mais a Cristo? Para amá-lo mais? Para depender dele mais? Para confiar nele mais? Para apreciá-lo mais? Para se tornar mais íntimo em seu relacionamento com ele? Considere as áreas mais fracas de sua vida espiritual. Você tem dificuldades para ler sua Bíblia, orar, jejuar, ir à igreja, servir, amar, confiar ou perdoar? Tome seu ponto fraco e concentre-se nele por algum tempo e energia neste próximo ano. Quais obstáculos estão em seu caminho? Como suas dúvidas o paralisam? Existe alguém que possa caminhar ao seu lado para ajudá-lo a lutar pela fé? Você pode buscar os meios que Deus oferece—sua Palavra, seu povo e oração?
  2. Como o seu amor pela Palavra de Deus pode aumentar? Se você nunca lê a Palavra de Deus, o que seria necessário para que isso passasse a fazer parte do seu dia? Você precisa ajustar sua agenda? Por exemplo, você precisa cortar algo de sua rotina da manhã para que você tenha tempo de ler? Ou você precisa se comprometer a se levantar mais cedo? Talvez você precise implementar um plano de leitura realista? Realista é a palavra-chave. Se não for realista, você ficará atrasado rapidamente, você ficará desanimado e não o fará mais. Talvez você leia a Palavra de Deus, mas você ainda precisa crescer em sua profundidade de compreensão. Se você lê um trecho grande da Palavra, mas não retém muito, talvez você devesse diminuir a velocidade e meditar mais. Ou talvez você precise crescer mais em seu conhecimento da história geral da Bíblia, então, por que não se comprometer a ler a Bíblia toda? Para crescer em maior amor com Deus, que escreveu a Palavra, você deve encontrá-lo na Palavra. Você está fazendo mais do que apenas ler um livro. Ao estudar a Bíblia, você está buscando um relacionamento com o Rei do Universo.
  3. Quanto você ora? Falar com Deus é importante. Precisamos orar. É fundamental para o que significa ser humano — conversar com aquele que nos criou. Então, se você ora, ore mais. Ore sem cessar. Ore sobre tudo. Se você tem dificuldade de orar, tire mais tempo neste novo ano para interagir com Deus. Será que você precisa adicionar estrutura ao seu tempo de oração para evitar que sua mente se perca? Se você sente que ora pelas mesmas coisas vez após vez, que tal orar guiado pelas Escrituras? Aprenda a orar as coisas que interessam a Deus. Talvez você possa crescer em oração começando a orar com alguém. Você precisa perseverar em oração por alguém ou algo — um filho não salvo, um espinho na carne que não vai embora, um sonho ou esperança para o futuro? Você pede a Deus como se ele fosse um doador relutante de presentes? Não seja hesitante quando você pedir a Deus. Seja ousado quando você se aproxima do trono. Quando você pede, faça isso sabendo que aquele com quem você fala pode controlar o universo inteiro.
  4. Você precisa de um novo comprometimento na luta contra o seu pecado habitual? Se há algum pecado que você tem lutando há muito tempo, o que seria necessário para finalmente matá-lo? Se você continua lutando e não sabe o que fazer, você pode encontrar um cristão mais velho e mais sábio que possa ajudá-lo a seguir o caminho da sabedoria? Não lute sozinho. Não espere mais. Você está confortável com seus pecados? Jesus disse: “Corte sua mão e arranque seus olhos” (Marcos 9.43, 47). Não literalmente, mas ele quer que você tome medidas mais drásticas para lutar contra isso. Como seria isso? O que você precisa para mudar e combater esta batalha com mais vigilância? Talvez você precise de um novo plano para combater seu pecado. Você está disposto a confessar seus pecados rapidamente para que suas orações não são prejudicadas? O que você obtém de seu pecado — mais orgulho, mais respeito, mais prazer, mais sucesso, mais de seus desejos egoístas? Que mentiras te impedem de virar as costas para o seu pecado? Quais as dúvidas que o impedem? Quais obstáculos se colocam no caminho? Se você está escondendo seu pecado no escuro, é tempo de trazê-lo para a luz. O mofo cresce no escuro, não na luz. Se você é desencorajado, desprotegido, desiludido ou desesperado por seu pecado, lembre-se sempre: há mais misericórdia em Cristo do que pecado em você.
  5. Como está a sua luta contra os pecados respeitáveis? Talvez você não enfrente lutas com pecados mais graves e habituais. Mas todos somos pecadores e enfrentamos pecados “respeitáveis” — orgulho, impaciência, ansiedade e preocupação, ingratidão, descontentamento, julgamento dos outros, inveja, cobiça, ciúmes —diariamente. Escolha um destes pecados com o qual você tem mais dificuldade. Separe algum tempo para considerar como você pode declarar guerra contra ele neste novo ano. Você mesmo sabe o que significaria matar esse pecado? Procure as Escrituras, busque um amigo sábio e ore por isso. Estes pecados comuns são difíceis de lutar. Queremos lutar contra eles, mas nos conformamos com o pecado. Deixamos de lutar mais agressivamente e nem sempre sabemos o que fazer. Arrependa-se. A batalha começa com o virar as costas para o seu pecado. E quando você se afasta do seu pecado, aproxima-se também de Cristo em fé. A fé é o vento nas velas que o mantém seguindo em frente. Você precisa de ambos — arrependimento e fé. Onde um vai, o outro também vai.
  6. Existe algum relacionamento que você precisa arrumar? Talvez no seu orgulho, existe problema relacional com o qual você não lidou? Alguém tem rancor contra você? Ou você mantém amargura contra alguém? Você não está disposto a perdoar? Você está evitando a conversa difícil? Você está lutando com relacionamentos que terminaram casualmente? Neste ano, talvez seu objetivo devesse ser buscar maior profundidade em seus relacionamentos. O que seria necessário para estabelecer uma conexão mais forte com os outros? Você foi cortado? Você pode ser mais aberto e vulnerável? Você pode abrir mais da sua vida com alguém? Você está disposto a gastar o tempo e energia que relacionamentos demandam? Ler a Bíblia com alguém? Orar mais com seus amigos?
  7. Existe um risco evangélico que você precisa correr? Existe algum risco que você possa correr por causa de Cristo? Existe algum passo ousado que você precisa tomar? Talvez haja alguém em sua vida que precise ouvir o evangelho. Não deixe seu temor a homens impedir que seu ente querido ouça a verdade. Existe algo que você pode fazer se depender mais em fé? Com seus próprios olhos, pode ser impossível, mas com os olhos de Deus é possível.
  8. Quanto importa a igreja para você? Que tal ir à igreja de forma consistente? Para alguns, esse é um ponto de partida importante. A palavra igreja significa ajuntamento ou assembleia. Você começa a valorizar a igreja mais se você simplesmente começar a ir. Você precisa estar na igreja mais para que a congregação possa conhecê-lo e você possa conhecê-los. Você precisa ir para que você possa ouvir a Palavra de Deus de forma consistente. Você precisa aparecer para que você possa estar mais envolvido. Mas para alguns de vocês, isso já acontece. Você está lá toda vez que as portas estão abertas. Você vai de forma consistente, mas, no seu caso, você faz muito e provavelmente precisa diminuir a velocidade. Faça menos e conheça mais as pessoas. Construa amizades mais fortes. Encontre alguém que possa ensinar você a amar Jesus mais e passe mais tempo com essa pessoa. Ou talvez você precise encontrar uma maneira de encorajar o seu pastor ou a equipe da liderança? Ou encontrar uma maneira de mostrar mais apoio para sua liderança? Expresse gratidão. Envie um e-mail ou escreva um cartão. Encontre formas de construir mais unidade na igreja. Ou talvez você vá muitas vezes, mas você não faz muito. Você é apenas um participante e um consumidor. Você toma e toma, toma e toma, mas não dá de volta. O que você poderia fazer para se envolver mais? Para servir mais? Ou desenvolver conexões mais profundas? Talvez você more longe de sua igreja —isso dificulta um envolvimento maior? Em caso afirmativo, existe alguma igreja em sua própria comunidade? Talvez você não pensou sobre como uma igreja saudável se parece? Você valoriza o que Deus valoriza? Você consegue encontrar uma igreja mais saudável? Afinal, se sua igreja não é saudável, isso afeta a maneira como você crescerá neste ano.
  9. Como você lida com o sofrimento e a fraqueza? E se você passar por uma temporada de dificuldades, sofrimento, dor, frustrações, decepções, perseguições ou problemas de saúde? Você está pronto? Como você vai reagir? O sofrimento nos despe de nossas disposições felizes e prova o que realmente acreditamos. Quando você sofre, você geralmente descobre quem ou em que você confia. Se o sofrimento vier, você está preparado? Você consegue se contentar em ser fraco? Você consegue se juntar ao apóstolo Paulo para se gloriar em sua fraqueza? Parece estranho, não é? Quem se orgulha da fraqueza? Neste mundo, as pessoas mostram o melhor e escondem suas fraquezas. Temos vergonha de mostrar nossas fraquezas. Mas nossa fraqueza é a plataforma em que Deus mostra seu poder. Você acredita que a graça de Deus é suficiente para você? Você acredita que o poder de Deus é aperfeiçoado em nossa fraqueza?
  10. Que surpresas Deus têm reservado para você? Todos os anos trazem novos desafios, novas esperanças, novas decepções e novos sonhos. O que o próximo ano tem guardado para você? Se a mão providencial de Deus entregasse algo inesperado, como você reagiria? Você confia no Senhor o suficiente para aceitar de braços abertos o que quer que ele tenha a lhe oferecer?

Pergunta para Reflexão

Com base nessas 10 questões, quais metas espirituais você pode definir para 2018 para se conformar mais à imagem de Cristo?

[Este post, de autoria de Deepak Reju, foi originalmente publicado no blog da Biblical Counseling Coalition. Traduzido e adaptado por Lucas Sabatier, e republicado mediante autorização.]

Escrito por Lucas Sabatier

Lucas Sabatier é conselheiro certificado pela ACBC e doutorando (Ph.D.) em aconselhamento bíblico no Southern Baptist Theological Seminary (Louisville–KY). Obteve seu M.Div. no Faith Bible Seminary (Lafayette–IN, EUA) e Th.M. no Southern Baptist Theological Seminary. É também advogado formado na PUC–SP. Lucas é casado com a Isabella desde 2011 e é pai da Ana Luisa e da Sophie.

Ver todos os posts do autor →