Não se case com seus sonhos

Frequentemente me deparo com a seguinte conversa. Um noivado é interrompido e então a jovem confessa a minha esposa ou a mim sobre o pedido de casamento:

“Fiquei surpresa quando ele me pediu. Eu ainda não tinha certeza, mas eu disse sim.”

O que? Se você “não tinha certeza” que queria se casar com ele, por que disse “sim” a ele? Deixe-me sugerir três razões.

A decepção covarde da Disney

Eu tenho três filhas pequenas. Além dos coros diários de “Let it Go!”, as outras coisas que minhas pequenas costumam fazer são:

  • Fingir estar em seu próprio casamento, forçando seu irmão a ser o pastor ou o noivo. As meninas se revezam sendo a noiva.
  • Assistir filmes da Disney onde há sempre um príncipe encantado que resgata a princesa de algum tipo de perigo mortal. No final, o cara sempre fica com a garota e termina o filme com um grande beijo nos lábios.
  • Brincar de Barbie, sendo que o Ken é uma parte essencial do que eles estão fazendo. Você não pode ter uma Barbie sem um boneco do Ken, pode?

Você entendeu. Desde tenra idade, elas sonham em se casar. Elas sonham em encontrar o homem dos seus sonhos — um homem alto e bonito que vai beijar seus pés e amá-las até a morte. Nos pequenos corações de minhas meninas é despertado um desejo de se casar com um homem piedoso, mas eu me pergunto se toda essa história de “garota-encontra-um-príncipe” está elevando esse bom desejo e transformando-o em um ídolo. Um ídolo é qualquer coisa que adoramos mais que a Deus (Romanos 1.25). Quando minhas meninas planejam, conversam, brincam e sonham com o casamento mais do que qualquer outra coisa, elas estão fazendo dele um ídolo.

O momento mágico

Romances e filmes de Hollywood constroem ainda mais o ídolo do casamento. Todas essas coisas — brincar de casamento, filmes, romances, etc. — apontam para um momento mágico em que um homem se ajoelha, tira um anel do bolso e pede a namorada para se casar com ele.

Que mulher não sonhou com este momento? Se pararmos pra pensar, é um momento extraordinário — um homem escolhe a ela. Todos os seus medos de ficar sozinha pelo resto de sua vida ou de nunca ser mãe evaporam com apenas uma pergunta: “Quer casar comigo?”

Parte da magia deste momento é que o moço surpreende a moça. Ela não sabia que estava chegando, mas ela provavelmente poderia ter adivinhado, especialmente se eles estivessem namorando por um tempo. Mas suas incertezas sobre o rapaz ou sobre o relacionamento podem a ter levado a pensar que a proposta ainda estava longe. E, no entanto, ele pede, e ela diz “sim”. Ela pode estar um pouco em dúvida sobre ele, mas sabe que quer se casar. Então, ela pensa algo do tipo: “podemos resolver as dúvidas no aconselhamento pré-matrimonial”, ou “ele é um cara legal (ou talvez um rapaz bom o suficiente)”.

Ou talvez, honestamente, ela estivesse tão impressionada com a magia do momento — um belo piquenique, um jantar romântico ou um passeio na praia, além do anel . . . sim, um anel de diamantes grande e bonito no dedo dela. Ela estava tão animada com tudo que só lhe restava dizer: “Sim!”

Você está se casando com seu sonho

De vez em quando, eu conheço um casal, e sinto que o rapaz é apenas um meio para a namorada realizar seu sonho de se casar. Ela desejou isso a vida toda e está animada em se casar. O rapaz é quase que um peão em seu plano maior de vida. Ela precisa dele para ter uma festa de casamento. Como sei disso?

  • A máquina de planejamento do casamento está funcionando em horas extras. Ela está planejando rápida e arduamente com sua mãe e irmãs, e ele está do lado de fora, simplesmente fazendo o que ela quer.
  • Quando ela fala, ela expressa como está animada sobre o dia do casamento, ou sobre se casar, mas não fala especificamente sobre ele com muita frequência.
  • Há coisas óbvias sobre ele que são problemáticas, mas ela parece cega para essas coisas, ou não quer lidar com elas, para que isso não atrapalhe seus planos.

Qual é a alternativa?

Por mais difícil que isso soe, se ela não tem certeza sobre ele, a coisa certa a fazer não é dizer “sim” naquele momento mágico, mas dizer algo como:

“Eu realmente gosto de você e esta foi uma noite muito especial. Mas eu não tenho certeza ainda. Eu sinto muito, mas não acho que estou pronta ainda para dizer “sim.”

Uau. Parece que isso estraga o momento mágico, não é? De certa forma sim. Nos filmes da Disney, a magia dura para sempre; mas na vida real, isso não acontece. Casar com um rapaz que você não tem certeza e terá que viver com as consequências de sua escolha.

Dizer: “Não tenho certeza” é muito mais seguro do que assumir um enorme comprometimento emocional que é difícil de reverter. A pressão relacional e emocional para manter um compromisso e seguir com o planejamento do casamento é enorme. É muito mais difícil interromper tudo quando você está no processo do noivado do que quando ainda se está namorando.

Quando você se casa, você quer ter certeza sobre o rapaz. Case-se com o rapaz; não se case apenas para realizar seus sonhos. Como fazer isso?

Primeiro, tenha certeza de que você está apaixonada por ele. Case-se com o moço porque você realmente o ama; não se case só porque você sempre sonhou com isso.

Segundo, converse sobre as coisas importantes antes de noivar — fé, família, finanças, seu futuro, etc. Se você não tem certeza o que perguntar ou sobre o que falar, busque ajuda (veja essas sugestões — em inglês).

Terceiro, enquanto você está namorando, envolva outras pessoas. Peça a outros casais que se encontrem com vocês e os ajudem a organizar a dinâmica relacional. Converse com seu discipulador ou mentor sobre o relacionamento. Dessa forma, se você se deparar com coisas sobre as quais não tem certeza, poderá obter o feedback deles e aumentar sua confiança no relacionamento.

Quarto, ore sobre isso com frequência.

Quinto, nunca tenha medo de dizer “não” se você decidir que se casar com esse rapaz não seria uma decisão sábia. Faça isso durante o noivado, se necessário. Lidar com suas incertezas antes do dia do casamento pode impedir uma vida inteira de arrependimento.

Em sexto lugar, e finalmente, encontre um pastor sólido e que creia na Bíblia para prover aconselhamento pré-matrimonial com você e seu noivo. Ele deve estabelecer boas fundações matrimoniais, ensinando-lhe o que a Palavra de Deus tem a dizer sobre o casamento. Mas ele também deve fazer perguntas difíceis. Seu pastor não deve presumir que vocês precisam se casar, mas deve sim cutucar e estimular seu relacionamento para se certificar de que o seu casamento é uma decisão sábia.

Então, não espere. Se você está namorando alguém, faça o árduo trabalho agora, orando, tendo conversas importantes e obtendo ajuda do seu pastor, família e comunidade da igreja. Assim, se você se deparar com o seu namorado se ajoelhando e segurando um anel de noivado, você poderá ter certeza se quer se casar com ele. O casamento, quando construído sobre fundamentos piedosos, sobre os quais você pode caminhar com grande confiança, é uma coisa maravilhosa.

Pergunta para reflexão

Por quais outras razões as mulheres podem dizer “sim” e se casar com o rapaz errado?

 

[Este post, de autoria de Deepak Reju*, foi originalmente publicado no blog da Biblical Counseling Coalition. Traduzido por Lucas Sabatier e republicado mediante autorização.]

*Deepak Reju (M.Div., Ph.D.) é pastor, conselheiro, pai de cinco filhos, e marido de sua querida esposa, Sara.

Escrito por Lucas Sabatier

Lucas Sabatier é conselheiro certificado pela ACBC e doutorando (Ph.D.) em aconselhamento bíblico no Southern Baptist Theological Seminary (Louisville–KY). Obteve seu M.Div. no Faith Bible Seminary (Lafayette–IN, EUA) e Th.M. no Southern Baptist Theological Seminary. É também advogado formado na PUC–SP. Lucas é casado com a Isabella desde 2011 e é pai da Ana Luisa e da Sophie.

Ver todos os posts do autor →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *