Por que Aconselhar – Imagem e Semelhança

Na última matéria sobre aconselhamento bíblico eu falei sobre a necessidade de conhecer a Antropologia Bíblica para ter-se um completo conhecimento de como tratar dos problemas que o ser humano enfrenta nos ditames da sua vida. É no livro de Gênesis onde encontramos informações suficientes para saber como o homem foi e como se tornou depois da queda.

A grande diferença entre o aconselhamento bíblico e as disciplinas que ensinam a respeito do homem, a saber, a psicologia e sociologia, é a abordagem bíblica que o aconselhamento faz a respeito do homem antes da queda.

Somente a Bíblia fala que o homem foi criado a imagem e semelhança de Deus e quais foram as conseqüências da sua desobediência.

Tanto sociologia quanto a psicologia lidam com o ser humano partindo do princípio que ele é produto da evolução. Deve-se então perguntar, como é possível dar solução ao problema do ser humano sem lidar com assunto da queda? O ponto onde todos os seus problemas começaram.

O conhecimento de Adão antes da queda nos ajudará a entender quais eram as normas que Deus tinha para ele e quais seriam as bênçãos que adviriam da sua obediência a elas.

O processo do raciocínio aqui será desenvolvido a partir das informações que temos no Novo Testamento para depois investigarmos as do Antigo Testamento.

Em Efésios 4:24 diz: “e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”. Note a expressão: “criado segundo Deus”. O Espírito Santo nos ensina por meio de Paulo que o novo homem, ou seja, a nova natureza que nos foi doada pela graça de Deus em Cristo Jesus, foi uma obra realizada para que o homem fosse conformado à imagem de Deus.

A passagem paralela de Colossenses 3:10 também diz: “e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”. Estas duas passagens deixam claro que a imagem de Deus está sendo renovada no homem.

Como então que a imagem de Deus está sendo renovada no homem? Efésios 4:23 responde: “e vos renoveis no espírito do vosso entendimento”.

Este verso provavelmente refere-se ao Espírito Santo que renova a mente por meio de restaurar a imagem e semelhança de Deus nos crentes.

Deus é quem levará o homem a ser conforme à imagem de Cristo (cf. Romanos 8:28), e esta obra é realizada pelo “Espírito que exerce (mudanças) nas vossas mentes”. Somente pessoas redimidas por Jesus é que poderão efetuar mudanças permanentes no pensamento e comportamento pela ação santificadora do Espírito Santo.

Note ainda, que Colossenses 3:10 diz que o homem “… se refaz para o pleno conhecimento segundo a imagem daquele que o criou” e Efésios 4:24, diz o novo homem é criado segundo Deus em justiça e retidão procedentes da verdade. Essas qualidades, ou seja, pleno conhecimento do próprio Deus, retidão e justiça que vem da verdade, refletem a imagem de Deus que está sendo renovada no homem.

Gênesis 3 ensina o momento quando o homem desobedeceu as normas de Deus e teve sua imagem e semelhança distorcida. Isto é muito significativo, pois mostra que se o Espírito Santo renova as nossas mentes, a fim de que tenhamos o pleno conhecimento, retidão e justiça que vem da verdade, é porque foram essas as qualidades que Adão deveria desenvolvê-las antes da queda.

Escrito por Pr. Flavio Ezaledo

Flávio Ezaledo é Presidente da ABCB, Pastor e conselheiro bíblico da Igreja Batista da Fé em São José dos Campos – SP. Mestre em Teologia e Exposição Bíblica, com ênfase no Antigo Testamento, pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida, cursando Mestrado em Aconselhamento Bíblico no CETEVAP. Reitor e Professor de Teologia Bíblica do Antigo Testamento, Hebraico e Exegese do Hebraico no Centro de Estudo Teológico do Vale do Paraíba (Cetevap). Certificado pela BCF (Biblical Counseling Foundation). Casado com Ingrid – 3 Filhos: Thifani (casada com André), Nathan e Livian e avô do Tito.

Ver todos os posts do autor →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *