“Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.”
Gênesis 4:7

“Tornai-vos, pois, praticantes da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.”
Tiago 1:22

 

Mesmo que você se sinta deprimido, é preciso viver de modo bíblico (baseado em Salmos 19:7-11; 119:92-93, 143; João 15:8-12, 16-17; 1 Coríntios 13:4-8a; Filipenses 4:13; Colossenses 3:17; Tiago 1:22-25; 1 João 2:6). Você deve edificar outros e glorificar a Deus em seus pensamentos, palavras e ações continuamente, em vez de obedecer à Palavra de Deus apenas quando você “está com vontade” (baseado em 1 Coríntios 10:31; 2 Coríntios 10:5; Efésios 4:29; Filipenses 2:3-4, 4:8-9; Colossenses 4:6).

I. O ponto de vista de Deus

(Princípio 78) Algumas vezes, os sintomas definidos como “depressão” podem ser precipitados pelo pecado (baseado em Gênesis 4:3-14; Salmos 32:3-5, 38:1-10), ou seja, por uma vida orientada para agradar ao “eu” e não ao Senhor. Caso você não se arrependa, confesse o seu egocentrismo e volte a viver de modo bíblico, poderá experimentar ainda maiores dificuldades (baseado em Salmos 32:3-4, 38:1-4; Colossenses 3:25; Hebreus 12:5-11).

(Princípio 79) Para amar a vida e ver dias felizes, você deve se apartar do mal e obedecer à Palavra de Deus (1 Pedro 3:10-12). Apesar de se “sentir deprimido”, você pode viver de modo bíblico por meio dos recursos que Deus provê pela Sua graça (baseado em Salmos 19:7-11; 34:18-19; 119:28, 105, 143; 145:14; Mateus 11:28-30; Romanos 8:11-14, 26; 2 Coríntios 12:9-10; Filipenses 4:6-7, 13; Hebreus 4:15-16).

(Princípio 16) Com frequência, aquilo que você sente e a maneira pela qual avalia a si mesmo, os seus relacionamentos e as suas circunstâncias de vida, indicam se você está vivendo para agradar a si mesmo ou a Deus (Gênesis 4:6-7; Salmo 119:165; João 14:27, 15:10-11; Romanos 14:17-18; 2 Coríntios 7:10; Filipenses 4:6-7; 1 João 4:18-21).

II. A sua esperança

(Princípio 80) A despeito de quão difícil determinada situação possa parecer, o Senhor Jesus Cristo já a venceu (João 16:33). Deus não permitirá na sua vida nada que escape ao controle dEle ou esteja além da sua habilidade para suportar sem pecar (baseado em Gênesis 50:20; Jeremias 29:11; Romanos 8:28-29; 1 Co-ríntios 10:13; 2 Coríntios 12:9-10; Filipenses 4:13). As provações são para o seu bem (Romanos 5:3-5; Tiago 1:2-4; 1 Pedro 1:6-7) e, à medida que você responde biblicamente às dificuldades, você dá oportunidade para que o poder de Deus se manifeste na sua vida (2 Coríntios 4:7-18, 12:9-10).

(Princípio 81) O conforto divino (Salmo 119:50; 2 Coríntios 1:3-5, 7:6a) e o cuidado de Deus estão ao seu dispor para sustentá-lo nas dificuldades (Salmos 34:8, 42:11, 46:1-3, 55:22, 145:14; Lamentações 3:32; Mateus 11:28-30; Hebreus 4:15-16).

III. A sua mudança

(Princípio 82) Despoje-se da desobediência à Palavra de Deus e revista-se de um viver disciplinado e fiel na obediência à Palavra (Gênesis 4:7; Romanos 6:11-13, 19; 1 Timóteo 4:7-11),expressão do seu compromisso de agradar a Deus e não a si mesmo (2 Coríntios 5:14-15; Gálatas 5:16-17).

(Princípio 28) Para se despojar dos velhos hábitos pecaminosos, você precisa primeiro identificá-los examinando (julgando) a sua vida à luz da Palavra de Deus (Mateus 7:1-5; 1 Coríntios 11:28-31, 2 Timóteo 3:16-17; Hebreus 4:12). Após reconhecer que há pecados específicos na sua vida, você deve se arrepender (Provérbios 28:13; 2 Coríntios 7:9-10; Apocalipse 2:5), confessá-los (1 João 1:9) e abandoná-los imediatamente (Romanos 6:12-13a; 2 Coríntios 10:5; Efésios 4:25, 29, 31; 5:4; Colossenses 3:2, 5-9).

(Princípio 29) Revestindo-se das obras da justiça (Tito 2:11-12) no poder do Espírito Santo (Gálatas 5:16; Efésios 3:16-21, 5:18), você vai glorificar a Deus (1 Coríntios 10:31; 1 Pedro 4:11), demonstrar que O ama (Deuteronômio 10:12; Mateus 22:37; 1 João 5:3; 2 João 1:6) e agradá-Lo em todas as coisas (2 Coríntios 5:9; Colossenses 1:10).

IV. A sua prática

(Princípio 83) Trace planos de acordo com a Bíblia para cumprir as responsabilidades que Deus lhe confiou, e siga a sua agenda a despeito de qualquer sentimento depressivo que você possa experimentar (Efésios 5:15-17; Tiago 4:17). Cumpra todas as suas responsabilidades e tarefas de coração, como para o Senhor (Mateus 5:16; 1 Coríntios 10:31; Colossenses 3:17, 23-24). Se você pecar, confesse os seus pecados a Deus (1 João 1:9) e, seguindo as diretrizes bíblicas, confesse-os também àqueles contra quem você pecou (Tiago 5:16).

(Princípio 14) Você precisa ser diligente em examinar a si mesmo de modo bíblico (Mateus 7:1-5; 1 Coríntios 11:31) e obedecer constantemente à Palavra de Deus (1 João 2:3-6) para crescer cada vez mais em piedade (1 Timóteo 4:7-8; 2 Pedro 1:3-11) e provar a verdadeira paz (Salmos 119:165; João 16:33) e alegria (João 15:10-11).

(Princípio 39) Não viva para agradar apenas a si mesmo em relacionamentos, situações e responsabilidades do dia-a-dia (Lucas 9:23-24; João 3:30, 12:24-26; Romanos 12:3, 14:7-8; 2 Coríntios 5:15), mas obedeça aos mandamentos de Deus (Mateus 22:37-39). Em vez de viver para agradar a si mesmo, considere os outros superiores a você e seja um servo de Deus e do seu próximo (Mateus 20:26-28; Lucas 4:8; João 13:3-7, esp. versículos 14-15; Romanos 15:1-3; 1 Coríntios 9:19; 10:24, 32-33; Filipenses 2:3-7; Colossenses 3:23-24; 1 Pedro 4:10).