Seja Grato

Nossas vidas estão cheias de coisas pelas quais devemos ser gratos. No entanto, alguns dias passam sem que tenhamos um momento para sermos intencionalmente gratos. Por quê? Porque a gratidão intencional muitas vezes é tirada de nossas vidas devido às constantes demandas de uma série de áreas, como nossos relacionamentos, profissões, hábitos, ministérios, objetivos e prazeres. Frequentemente trocamos a gratidão pela reclamação, por pensamentos de preocupação e por oportunidades de servir à satisfação pessoal.

Deus espera que sejamos gratos

A Bíblia é clara: Deus espera que sejamos gratos. Considere estas três passagens: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5.18). “dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 5.20). “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos” (Colossenses 3.15). Por uma questão de espaço e culpa, vou parar por aí. Resumindo: devemos ser cheios de gratidão.

5 maneiras de aumentar intencionalmente sua gratidão

Deixe-me sugerir cinco maneiras para você aumentar intencionalmente sua gratidão hoje.

Primeiro Passo: Comece o seu dia com oração.

Comece o seu dia com uma simples oração como esta: “Obrigado, Deus, por Jesus Cristo. Obrigado que ele morreu voluntariamente para pagar por meus pecados. Obrigado que o Senhor ofereceu o perdão dos meus pecados por meio da morte sacrificial de seu Filho. Obrigado pelo seu amor. Obrigado que estou em Cristo, seu santo Filho. Obrigado por sua graça, pelo poder e presença do Espírito e pelo corpo de Cristo. Obrigado porque sua misericórdia é nova a cada manhã. Obrigado pela sua presença comigo agora e ao longo do meu dia. Por favor me ajude a viver hoje em honra ao Senhor. Eu te amo”. Para ajudá-lo a lembrar, escreva isso em um cartão e coloque-o em sua mesa de cabeceira ou em seu espelho, onde você o verá.

Segundo Passo: Escolha um traço do caráter de Deus para nele meditar e atentar.

Usando uma lista semelhante a esta, escolha um traço do caráter de Deus para meditar ao longo do dia. Você pode escrevê-lo em um cartão com um versículo bíblico chave e colocá-lo no seu bolso, se desejar, ou escolher outra maneira de ajudá-lo a lembrar. O objetivo ao longo do dia é pensar sobre essa característica específica do caráter de Deus que você escolheu.

Como seguidores de Cristo, queremos adorar a Deus por quem ele é e pelo que faz. À medida que o fazemos, nossa gratidão aumenta.

Considere estes dois exemplos:

  1. “Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua misericórdia dura para sempre” (1 Crônicas 16.34; cf. Salmo 118.29). Neste verso, o salmista pondera o caráter de Deus (sua bondade) e sua obra (sua misericórdia, que é resultado da sua bondade).
  2. No Salmo 103, o salmista se exorta a louvar a Deus e, ao fazê-lo, considera tanto o caráter de Deus como sua obra. Ele começa: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome (seu caráter). Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios (suas obras)” (Salmo 103.1–2).
Terceiro Passo: Procure oportunidades para dizer “Obrigado!”

À medida que o dia passa, mantenha-se atento àqueles a quem possa dizer “Obrigado!” Se você buscar estar consciente dessas oportunidades, descobrirá que elas estão em toda parte. Nossas vidas são cheias de pequenos atos de bondade por outros, e que frequentemente nos passam desapercebidos. Comece a observá-los e reconheça-os com um simples: “Obrigado”. Se for inadequado dizer em voz alta, basta dizer uma oração rápida em seu coração — “Obrigado, Deus, pela bondade dessa pessoa”. Comece fazendo com que seu objetivo seja dizer “obrigado” a cinco pessoas hoje.

Quarto Passo: Adicione um item à sua “Lista de Gratidão”.

Uma “Lista de Gratidão” é uma lista que você faz (em papel ou eletronicamente) de coisas pelas quais você é grato. Você pode começar adicionando apenas uma coisa por dia à sua lista. Se você considerou o caráter e as ações de Deus, bem como procurou oportunidades para dizer “obrigado” às pessoas, essa lista será fácil de começar. Itens pelos quais você pode ser grato vão desde eletricidade e encanamento interno, a lágrimas e saliva, a céus azuis e dias ensolarados, a amigos e familiares — e a lista vai longe.

À medida que a lista cresce, aproveite a noite, enquanto se prepara para a cama, para ver sua lista. É também possível iniciar o seu dia com gratidão lendo-a pela manhã, enquanto se levanta e se prepara para o seu dia. Em pouco tempo, sua lista terá várias páginas e fornecerá vários minutos de encorajamento enquanto você considera os itens da lista. Ao ler a lista, faça uma oração de agradecimento a Deus. “Deus, obrigado por (isso) e (aquilo outro).”

Quinto Passo: Termine seu dia com oração.

Assim como você começou seu dia com oração, agora termine seu dia com uma oração de gratidão semelhante a esta: “Obrigado, Deus, por este dia. Obrigado por estar no controle do começo ao fim. Obrigado por sua fidelidade para com suas promessas ao longo do dia. Obrigado por ter feito tudo de acordo com seu caráter, para meu bem e para sua glória. Obrigado por eu poder dormir agora, embora o Senhor nunca durma. Eu confio no Senhor e sou grato ti, Jesus Cristo, e pela obra do Espírito em minha vida. Vou dormir agora descansando na justiça de Cristo, reconhecendo sua maravilhosa graça e submetendo-me ao seu controle. Eu te amo, Senhor”.

Perguntas para Reflexão

Considerando o caráter de Deus e suas obras, pelo que você pode ser grato? Como outros tem sido uma bênção para você? As pessoas que entram em contato com você veem você como uma pessoa grata? As pessoas ouvem você dizer “obrigado” de forma consistente? Você está se esforçando intencionalmente para ser grato? Vamos começar hoje?

[Este post, de autoria de Kevin Carson, foi originalmente publicado no blog da Biblical Counseling Coalition. Traduzido por Lucas Sabatier e republicado mediante autorização.]

Escrito por Lucas Sabatier

Lucas Sabatier é conselheiro certificado pela ACBC (Association of Certified Biblical Counselors) e mestrando em teologia prática pelo Southern Baptist Theological Seminary (Louisville–KY). É também advogado, formado em Direito pela PUC de São Paulo, e mestre em divindade pelo Faith Bible Seminary (Lafayette–IN, EUA). É casado com a Isabella, e pai da Ana Luisa e da Sophie.

Ver todos os posts do autor →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *